Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Vacinação Caçador
Vacinação para crianças inicia nesta quarta-feira, 19, às 8h

Publicado em 18/01/2022 às 14:04 - Atualizado em 18/01/2022 às 14:04

A vacinação para as crianças inicia nesta quarta-feira, 19, às 8h, em Caçador. Nesta primeira etapa, serão vacinadas crianças com 11 anos e aquelas que têm deficiências permanentes ou comorbidades (veja lista abaixo), de 5 a 11 anos.

 

 

A vacinação acontece até às 20h e será realizada no antigo Centro de Triagem (antigo laboratório, atrás do posto de Saúde Central e em frente ao Irmão Leo, no Centro de Caçador).

 

 

Para a vacinação das crianças com comorbidades, os pais ou responsáveis devem ter em mãos qualquer um dos seguintes documentos:

 

 

a) laudo médico ou exame comprobatório que indique a comorbidade ou deficiência;

 

 

b) comprovação de atendimento em Centro de Reabilitação ou unidade especializada;

 

 

c) documento oficial com indicação da deficiência;

 

 

d) cartões de gratuidade do transporte público que indique a condição de deficiência permanente;

 

 

e) laudo emitido por nutricionista no caso de obesidade;

 

 

f) declaração de equipe multidisciplinar, que indique a condição de deficiência ou comorbidade;

 

 

g) autodeclaração (na ausência de outro tipo de documento) para os casos de deficiência permanente grave.

 

 

Importante destacar que é necessário que a criança compareça acompanhada por um responsável legal para a assinatura do termo de consentimento.

 

 

Confira a lista das deficiências e das comorbidades enquadradas nesta primeira etapa da vacinação:

 

 

- São considerados indivíduos com deficiência permanente aqueles

 

 

que apresentem uma ou mais das seguintes limitações do ponto de vista físico, mental, intelectual ou sensorial:

 

 

a) Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;

 

 

b) Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir;

 

 

c) Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar;

 

 

d) Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

 

 

- Em relação aos indivíduos portadores de comorbidades, devem ser considerados aqueles com as situações listadas abaixo:

 

 

a) Diabetes mellitus e doenças metabólicas hereditárias (doença de Gaucher, mucopolissacaridoses e outras);

 

 

b) Doenças pulmonares crônicas (asma grave, fibrose cística, fibroses pulmonares, broncodisplasias);

 

 

c) Cardiopatias congênitas e adquiridas;

 

 

d) Doença hepática crônica;

 

 

e) Doença renal crônica;

 

 

f) Doenças neurológicas crônicas (paralisia cerebral, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave);

 

 

g) Imunossupressão congênita ou adquirida (incluindo HIV/Aids, câncer, transplantados de órgãos sólidos e medula óssea e pacientes em uso de terapia imunossupressora devido à doença crônica como doenças reumatológicas e doenças inflamatórias intestinais - Crohn e colite ulcerativa);

 

 

h) Hemoglobinopatias (anemia falciforme e talassemia maior);

 

 

i) Obesidade grave (IMC: escore z>+3);

 

 

j) Síndrome de down.